Emoções que afetam parte superior, média e inferior das costas #Metafísica

Em cerca de 85 por cento dos pacientes com dor nas costas, nenhuma causa clara é identificada. Para diagnosticar a dor nas costas, uma série de tecnologias de imagem agora são regularmente empregadas mas ainda é muito difícil descobrir porque alguém está tendo dores crônicas nas costas. Com bastante frequência, os exames de imagem revelam anormalidades da coluna, como espondilolistese e hérnia de disco, e é tentador atribuir imediatamente dor nas costas a essas anormalidades. Mas tenha em mente que essas condições são frequentemente encontradas em pessoas que não apresentam nenhum sintoma de dor nas costas . Essas anormalidades podem não ter absolutamente nada a ver com a dor que você sente.

No antigo sistema de chakras que é seguido em muitas modalidades de cura, como acupuntura, acupressão, cura prânica e muitas outras terapias alternativas, todos os principais centros de energia (chakras) estão na espinha. Também de acordo com os ensinamentos antigos, nossa espinha é altamente significativa em nosso avanço espiritual. A Kundalini (Chi / energia secreta) reside como energia potencial na base da coluna e os grandes meditadores avançados são capazes de elevar essa energia através dos chakras para explorar / experienciar o despertar.

Sua espinha é composta de 33 vértebras empilhadas como blocos de construção inter camadas com discos de absorção de choque, nada menos que 641 músculos das costas e milhões de fibras nervosas permitem que você fique em pé e permita que você torça, dobre e permaneça imóvel. É um milagre que tomamos como garantido.

O que você está prestes a ler não é substituir tratamento médico. É para abrir a sua mentalidade para a possível conexão emocional que pode estar causando ou ampliando sua dor nas costas. A Coluna vertebral é o suporte não apenas de nossas cargas físicas, mas também das emocionais. Nossa espinha é nosso sistema de apoio e representa o suporte de vida e problemas com as costas geralmente significam que sentimos que não estamos sendo apoiados.

Coluna Cervical (C1 a C7) – pescoço

A Parte Superior das Costas tem a ver com a falta de apoio emocional; Sentindo que pessoas importantes em sua vida não o compreendem nem o apoiam. Você pode sentir-se mal amado, carente, abandonado ou pode estar retendo seu amor de alguém. Dor nas costas também pode significar que você sente que alguém está sempre de costas.

Ao mudar a crença de que você é responsável pela felicidade de outras pessoas, ela pode aliviar a dor na parte superior das costas e no pescoço. Quando você entende isso, estende esse entendimento ao outro, ou seja, o outro tão pouco é responsável pela sua felicidade, e você não deve depender da reação do outro pra se apoiar e ser quem é.

Quando você faz algo porque sente que tem que fazer para o outro para ser amado ou aceito está calculando uma reação esperada do outro a partir da sua ação. Você está dando todo o seu poder ao outro. É a reação dele que te importa mais do que você mesmo, e é a reação calculada e esperada dele que decide/define a sua ação, sua escolha, sua forma de ser e agir, assim o seu poder está dependente do outro sobre quem você não tem nenhum poder! Como você vai conseguir se estender, se colocar de pé em igualdade assim?

Quando você acredita que tem que fazer porque o bem estar e a felicidade e bem estar do outro depende disso, você está se sobrecarregando com um peso que não tem poder de carregar porque não te pertence. Entenda o fazer aqui como sendo sem o querer fazer, quando você precisa colocar muito esforço, quando tem um senso de obrigação que ultrapassa todos os seus limites saudáveis, quando é preciso abrir mão de si em prol disso. Entenda essa dinâmica como relação entre adultos não dependentes e que mesmo com crianças cujo você tenha responsabilidade, que dependem de você existe um limite, você dá o seu melhor e fica bem com isso porque é o seu melhor, ao mesmo tempo que está ensinando elas a respeitarem seus próprios limites o das outras pessoas e a ficarem do seu próprio lado quando atingirem esse limite e não puderem fazer mais, mesmo que gostariam de fazer, mesmo que lhes seja esperado mais. Alimentar culpa e ressentimento por julgar que o seu melhor agora não é bom o bastante destrói o seu apoio na vida.

  • Calcificações na cervical estão relacionadas a comportamento rígido, inflexível.
  • Hiperlordose Cervical evidenciam uma tristeza e dificuldade de acreditar na própria felicidade e/ ou uma pessoa que para não mostrar seu medo e necessidade do outro levanta o nariz.
  • A retificação da lordose anatômica cervical (perda da curvatura anatômica) relacionam-se a um excesso de exigência sobre si mesmo e perfeccionismo, uma pessoa que é inflexível com ela mesma principalmente a area a que se refere a parte superior das costas. Não aceita que não faz mais. Não fica do seu lado, não dá a si mesmo o apoio que espera dos outros.
  • Escoliose Cervical geralmente relaciona-se com uma tristeza do passado, a pessoa murcha em sua alegria e poder pessoal e a cabeça pende para um dos lados.

Coluna Torácica (T1 a T12) – tronco

Dor no meio das costas indicam dificuldade de posicionamento principalmente no que concerne suas emoções, essa região guarda o coração símbolo das emoções humanas:

Emocionalmente falando, a dor no meio das costas vem de se sentir culpado por “coisas” do passado inclusive posicionamentos. Talvez você tenha medo de explorar seu passado? Talvez você esteja escondendo o que está lá atrás? Você se sente esfaqueado pelas costas? Você se vê querendo gritar: “Saia das minhas costas!”. Se vê querendo, mas não faz, não se posiciona porque lá no passado quando o fez isso gerou algum problema que você considerou maior, e digno de culpar-se por. A pessoa não expõe o que sente mas se vê triste por não ser compreendida, atendida ou reconhecida. A pessoa não experiência as emoções de forma equilibrada de modo que ela as retém e as ressente ao invés de expressa-las e de ser apenas passagem para elas.

Vale pensar no que você colocou atrás do seu coração, o que você não quer ver, não admite que sente nem para si mesmo?

A fim de mover-se livremente para o seu futuro, você precisa liberar a raiva e a culpa do passado e abraçar seu presente e futuro com amor e leveza em seu coração. Sinta as emoções e deixe-as ir, não as retenha ou elas vão reter-te.

  • Calcificações na Dorsal estão relacionadas a tristezas profundas.
  • Hipercifose ( acentuação da cifose) evidenciam um esconder-se do Mundo, um encolher-se diante dos fatos que não sabemos como administrar.
  • Casos de retificação (perda da curvatura anatômica) relacionam-se de modo geral a um excesso de exigência sobre si mesmo.
    • As pessoas “retas”, retificadas nesta região, sofrem muito com a necessidade de ostentar o que não são. Elas entendem que sua sobrevivência e segurança dependem dessa ostentação.(consciente ou inconscientemente)
    • Casos de retificação que se relacionam mais ao perfeccionismo ocorrem em geral nas pessoas que foram muito cobradas e que acabaram se cobrando muito, especialmente a perfeição.
  • A Escoliose (curvatura lateral) da Região Dorsal em muitos casos relaciona-se ao “encurvar-se” diante de fatos que “não sei como”, ou “não posso mudar”, ou “sou forçado a aceitar”.
  • Hipercifóticos em geral são tristes e assumiram que a vida é triste mesmo, e nada se pode fazer para mudar.

A Metafísica da Dor no ombro e parte superior das costas: Seu coração está aberto?

PARTE INFERIOR DAS COSTAS

Coluna Lombar (L1 a L5 região da cintura) está relacionada ao “ter” na vida.

Dor Lombar  (sacral lombar e cóccix): Os tempos financeiros difíceis de hoje, são as suas finanças em uma bagunça? Você se preocupa com elas excessivamente? A falta de dinheiro, medo de não ter o suficiente, ou medo de perda material pode ser a causa de sua parte inferior das costas incomodando você. A quantidade de dinheiro que você tem não tem nada a ver com isso. É o medo da falta de apoio financeiro, o medo de sua própria sobrevivência que amplifica a dor e o excesso de cobrança, interna e externa.

Problemas na lombar relacionam-se em geral a insegurança, perdas, ou medo de perdas, ou de não conquistar, tanto no aspecto material, quanto emocional. A pessoa sente-se imobilizada gerando mais escassez.

  • A Hiperlordose Lombar, muitas vezes relaciona-se aos aspectos acima referidos, e em alguns casos relaciona-se à repressão sexual.
  • A Retificação Lombar pode ocorrer pelos motivos citados acima, pelo excesso de exigência de si mesmo e pelo perfeccionismo assim como na dorsal.
  • A Escoliose Lombar pode relacionar-se à rejeição intra-uterina, por patologia congênita óssea, o que às vezes também acontece na sétima cervical.

Eliminar a culpa paralisante, limpar o seu passado da raiva e transformar o seu medo em poder pessoal irá ajudá-lo a obter controle, bem-estar e encontrar a paz de espírito que você pode desejar em sua vida.

  • Se você deseja prevenir a dor lombar, a medida mais importante que você pode tomar é alongar e fortalecer os músculos centrais por meio de exercícios regulares. Yoga e Pilates são ideais para isso. O exercício aeróbico é útil porque fortalece o sistema cardiovascular, aumentando a circulação para os tecidos das costas. Esteja atento à sua postura: evite curvar-se, o que coloca uma grande tensão nas suas costas.

A Região Sacral está relacionada à sexualidade e a articular as mudanças necessárias

Problemas na Região Sacral relacionam-se a conflitos relacionados a sexualidade, sobretudo traumas e repressão e /ou a resistência de enfrentar algo que precisa ser mudado, protelar para tomar a decisão necessária. É como “se sentar nessa situação ”, em vez de se levantar e sair dela.

Nos casos de meninas que são esperadas meninos, é muito comum encontrarmos uma materialização sobre o sacro e dores na região. Estas mulheres, em geral, apresentam dificuldade nos relacionamentos íntimos, dificuldade de engravidar, cólicas menstruais, suscetibilidades a problemas no aparelho reprodutor (útero, ovários, seios etc.) frigidez. Homens com esse tipo de conflito materializam menos sobre o sacro, mas também manifestam problemas com a sexualidade, tanto com os relacionamentos, como no que diz respeito à suscetibilidade a problemas no aparelho reprodutor, inclusive em muitos casos sendo estéreis.

Não são apenas os problemas de coluna, mas todas as Articulações relacionam-se à nossa capacidade de nos “Articular” na Vida que é essencial para o nosso êxito tanto no trabalho, quanto nas relações e consiste na Flexibilidade e Maleabilidade, no jogo de cintura que precisamos ter para não desrespeitarmos os outros e nem a nós mesmos no processo da vida. Gerenciar as nossas emoções propicia comportamentos mais adequados e benéficos para nós mesmos.

Cura Prânica, EFT, Reiki, PNL, acupuntura e outras terapias alternativas se mostraram eficazes, mas é responsável utiliza-las de modo complementar, ou seja não troque o médico pelo terapeuta, utilize o conhecimento dos dois. Não adianta apenas olhar para a emoção e não corrigir a postura, não parar de fumar, não alongar etc, tanto quanto não adianta fazer todas essas coisas e não olhar para o seu psicológico e emocional. TIRE O “OU” DA SUA VIDA nessas questões. Use o que está disponível pra você, o holístico é um olhar integral, não é trocar a medicina por esoterismo, é considerar tudo e com um olhar individual porque cada ser é único.

Observe cuidadosamente o estresse, a depressão e a ansiedade, mochilas pesadas, postura inadequada, o não praticar exercícios, o excesso de peso, o tabagismo (se você fuma, pare – fumar literalmente priva seus discos vertebrais de oxigênio e nutrição) dieta pouco saudável , certos medicamentos e riscos do trabalho. Finalmente, encontre maneiras de relaxar se você estiver estressado, porque a tensão sozinha pode criar dor nas costas.

As emoções negativas produzem alterações metabólicas, alteração nos nossos hormônios e neurotransmissores. Isto é algo que devemos ter muito claro: Estados caracterizados pela angústia, medo, desapontamento, desânimo, significam desequilíbrio químico. Uma irregularidade entre a serotonina e a noradrenalina causa, por exemplo, um aumento na percepção da dor enquanto estresse ou ansiedade se traduzem em um maior nível de cortisol no sangue e aumento do ritmo cardíaco.  Quando acontece um “aceleramento” geral, há tensão muscular. Ou seja, músculos rígidos que alteram o equilíbrio dos nervos e dos ligamentos. 

A dor nas costas é um sintoma, então tratá-la em um nível físico é apenas uma solução de curto prazo. Entender e trabalhar a causa pode ajuda-lo a mudar hábitos, gerenciar suas emoções e ter uma vida melhor.

É importante ter a dor nas costas verificada por um médico.



HO´OPONOPONO
E KAHUNA REIKI

Aprenda a Cirurgia Espiritual Fortíssima do Kahuna. Para Quem Deseja limpar muitas das Suas Recordações Negativas e Destrutivas em Sua Vida, Traz para Seu Interior Muita Paz, Fé e Todo o Amor que Você Precisa.

Mãos de Luz

Aprenda as mais Variadas Técnicas de Mãos de Luz dos Essênios com Mantras Cristãos 

Reiki I e II

Conheça, Aprenda e Domine o uso e aplicação prática dos Símbolos do Sistema do Reiki Tradicional de Mikao Usui e o Sistema de Inspiração Tibetana dos Mantras de Poder. Essa Formação te proporciona conhecer com profundidade e colher os inúmeros benefícios de aplicar as poderosas técnicas de imposição de mãos em si mesmo ou em outras pessoas. 

A Doença Como Linguagem da Alma

O titulo A Doença como Caminho levou a alguns mal-entendidos. Ele deve ser encarado de maneira absolutamente literal e sem qualquer atributo de valor. A doença é um caminho que pode ser percorrido, nem bom nem mau em si mesmo. O que fazer a respeito depende única e exclusivamente do afetado. Eu vivenciei com uma série de pacientes como eles percorreram
conscientemente esse caminho e puderam constatar retrospectivamente que “seu excesso de peso”, “seu infarto do miocárdio” ou até mesmo “seu câncer” transformaram-se em uma grande oportunidade. Hoje é preciso assumir que foi seu infarto do miocárdio que levou santa Teresa de Ávila a percorrer o caminho que percorreu. Sabemos quão intimamente as visões de Hildegard von Bingen estavam ligadas à sua enxaqueca. Estas duas mulheres extraordinárias evidentemente receberam as mensagens transmitidas por seus sintomas e transformaram suas vidas de maneira exemplar. É isso exatamente o que exige A Doença como Caminho: aprender e crescer a
partir dos próprios sintomas.
Utilizar mal esse conceito e a filosofia que subjaz a ele é um grande mal entendido. O esoterismo não tem nada a ver com a atribuição de culpa, tratando-se, tal como esta explicitado extensamente no primeiro volume, de que cada pessoa é fundamentalmente culpada por ter se separado da unidade. Ser culpado não é uma questão de pequenas ou grandes faltas cometidas na vida cotidiana, mas de algo fundamental. A culpa humana primordial reside no abandono da unidade paradisíaca. A vida neste mundo
de opostos é necessariamente cheia de faltas e serve para que se reencontre o caminho de volta à unidade. Cada falta e cada sintoma significam elementos que faltam para a perfeição, transformando-se em oportunidades de desenvolvimento.


Distorcer o significado da doença para avaliar outras pessoas é um mal entendido sob vários pontos de vista. Ele não pode servir para a atribuição de culpa, já que a culpa primordial foi distribuída há muito e não precisa de nenhuma colaboração humana. Da mesma forma, poderíamos congratular os afetados por suas doenças devido às possibilidades de desenvolvimento e aprendizado nelas contidas. Os assim chamados “primitivos” estão bastante
mais avançados que nós nesse sentido, já que consideram os sintomas da doença como golpes do destino em suas vidas, e os aceitam de bom grado como provas. Em muitas tribos, o candidato a xamã sofre sua doença de iniciação, único meio que pode introduzi-lo em novos campos de experiência. Às vezes esse pensamento é seguido de maneira tão consequente que um
curandeiro somente pode tratar aqueles sintomas que ele mesmo padeceu de corpo e alma. Essa postura é forçosa caso se entenda o curandeiro como sendo um guia de almas pelos mundos interiores, já que, afinal, um guia de viagens deveria conhecer de antemão o país através do qual guia os outros. Entre nós existem somente traços dessa maneira de pensar. Assim, em alemão se reconhece a “cura enviada” (geschickte Heil, do latim salus = Heil) na palavra destino (Schicksal). Dever-se-ia pensar também nas provas de medicamentos dos homeopatas. Nesse caso, o médico penetra de livre e espontânea vontade no âmbito de experiências da doença para reconhecer o
padrão de seu medicamento, ou meio de cura. E finalmente esperamos com razão que um psicoterapeuta tenha viajado extensamente pelos países anímicos próprios e coletivos e que saiba aonde está acompanhando seu paciente. Acusar o fato fundamental e que nos une a todos, o estar doente de uma pessoa, uma difícil época de aprendizado com as correspondentes oportunidades de crescimento, não leva a lugar algum. Isso, pelo menos, não tem nada a ver com “a doença como caminho”, e sim com o desejo de atormentar alguém.
Quem transforma seu dedo indicador em arma e, “interpretando” seus sintomas, incrimina outras pessoas ou culpa a si mesmo em relação a isso, dá a entender além do mais que compreendeu mal todo o principio. O mau uso da interpretação como incriminação, segundo o lema “você está com prisão de ventre porque é um tremendo de um avarento!”, implica no desconhecimento do caráter de sombra que existe em cada sintoma de uma doença. Por definição, sombra é o que é inconsciente para o afetado. Por isso mesmo, a pessoa incriminada dessa maneira não poderá de modo algum aceitar a interpretação. Se ela soubesse que é avarenta, não haveria a menor razão para que tivesse prisão de ventre. A sombra não assume o ataque. Ao contrário, é preciso proceder com extrema cautela neste que é o tema mais difícil de nossa existência. O afetado precisa de toda a sua energia e de muito espaço em termos de ambiente para, de pequeno passo em pequeno passo, descobrir sua relação com o tema expresso no sintoma da doença. Para isso a valoração é tão prejudicial quanto a interpretação é significativa.
Quem culpa a si mesmo dessa maneira deixa igualmente de reconhecer as oportunidades de crescimento da doença. Ver o plano da alma através do sintoma não muda nada nem devido à culpa fundamental nem devido aos fatos concretos do problema em questão. Isso tampouco faz com que uma pessoa se tome melhor ou pior; ela se toma única e exclusivamente mais
sábia e com mais consciência de responsabilidade. Caso se ignore esse conhecimento e a responsabilidade nele implícita, pouco muda, tudo continua como antes. Caso contrário, se assume a responsabilidade pelo próprio destino, a doença transforma-se em oportunidade e possibilita responder às indicações do próprio padrão.
O procedimento para isso não é de forma alguma difícil. Qualquer um pode indicar na superfície do corpo, ou seja, colocar o dedo sobre o lugar que lhe causa incômodos. O objetivo deste livro é relacionar essa experiência com o plano anímico. Apontar com o dedo corpóreo era tão óbvio antes quanto o é agora. Trata-se de colocar o dedo na ferida em sentido figurado. Isso exige coragem, mas nem tanta assim, pois a ferida já está lá. Ela não surge no momento em que se coloca o dedo sobre ela, somente se torna mais consciente. Através desse passo corajoso obtém-se, a longo prazo, a possibilidade de curar-se.

Trecho do livro A Doença como a Linguagem da Alma

Sagrado Feminino: Consagração do Ventre

A Consagração do Ventre de Luz © é um processo de Despertar, Autocura e Transformação do Feminino.

São feitas limpezas e purificações de agressões, abusos, traumas, violência, doenças, desordens, crenças e limitações que impedem a mulher de ter uma vida plena, criativa, feliz, próspera e prazerosa.

E a cada Sintonização, a gente vai limpando, purificando e energizando a mulher em todo o seu ser. Assim ela se sente curada, amada, valorizada, aceita, acolhida, protegida, criativa, feminina e sensual.

Toda dor física é uma dor emocional. E por isso os problemas sexuais e ginecológicos têm uma relação emocional-energético e um tratamento corporal, energético e vibracional também. Seu corpo sofre através de TPM, cólicas menstruais, endometriose, cistos, nódulos, miomas, infertilidade, incontinência urinária, vaginismo, Baixa libido, falta de lubrificação, prazer sexual, orgasmos…

O momento de reconhecer a importância da Saúde Sexual e a Sexualidade Sagrada chegou. Se limpe, se cure e se liberte de tudo o que te impede de ter uma vida plena, saudável, prazerosa e feliz. Afinal, libido é ENERGIA VITAL. Se libido/energia sexual é energia de vida, a pessoa que não exerce sua sexualidade está numa “poça de lama” de energia vital estagnada, se adoecendo. Reveja suas crenças limitantes.

Acorde para a vida. Descubra seu clitóris. Desperte a criatividade de seu útero, de seu Ventre de Luz. É com isso que a Ginecologia Quântica®️ trabalha: Saúde Genital e Sexualidade Saudável. Despertar para AutoCura Corporal e Sexual através de Terapias Corporais-Vibracionais.

Sintonização Energética On-line a cada Lua Cheia. Faça a sua Aqui

Recursos para Mulheres trabalharem o Sagrado Feminino

Você deseja viver plenamente como a mulher apaixonada, espiritual, poderosa, amorosa, criativa e sensual que você sabe que realmente é?

Os 4 Arquétipos e Estações do Ciclo Menstrual

“Quando tentamos nos forçar a ser lineares e constantes, a ser as mesmas mulheres alegres, extrovertidas e produtivas todos os dias, estamos nos preparando para nos sentirmos fracassadas – e para suspeitar que perdemos a cabeça em certos momentos do mês. Lembre-se, as mulheres em nossa sociedade são socializadas para sempre serem simpáticas, cuidadoras, sempre se doarem e nunca mostram insatisfação. Talvez a melhor maneira de perceber suas emoções pré-menstruais é reconhecer que é um momento em que você finalmente se permite expressar as frustrações que a sociedade espera que você reprima.” -Toni Weschler

Sim, mulher é de Lua! Intrinsicamente cíclica! O ciclo feminino compreende quatro fases de acordo com as quatro fases da lua, tendo aproximadamente 28 dias e pode variar entre 24 e 35 dias, podendo ser dividido em: fase pré-ovulatória, fase  ovulatória, fase pré-menstrual e fase menstrual. Essas fases e suas energias ainda se relacionam com as estações do ano e com os arquétipos da donzela, mãe, feiticeira e anciã.

Semana 1: Inverno interno –  Por volta do dia 1-6 do seu ciclo menstrual, quando você está sangrando.
Semana 2: Primavera Interior – Por volta do dia 7 a 13, quando você está na fase de pré-ovulação.
Semana 3: verão interno – por volta do dia 14-21 durante a fase de ovulação.
Semana 4: Queda interna – Por volta do dia 22-29 durante sua fase lútea , pré menstrual(desaceleração novamente).

Cada mulher é única. Você pode acabar tendo um ciclo mais curto ou mais longo, o que incorpora uma certa estação/arquétipo mais longa do que as outras ao longo de cada mês. A Lua que o seu ciclo se relaciona no inicio pode ser outra, e você pode se sentir desconectada da lua, mas ao rastrear seu ciclo ele começa naturalmente a se alinhar ainda que de forma única. Após algumas mandalas a relação da sua fase cíclica com a fase da lua fica mais clara.

Semana 1 – A Anciã e o Inverno

  • Temporada: Inverno
  • Arquétipo: Mulher Sábia / Velha /anciã/bruxa
  • Fase de Sangramento – Menstruação
  • Lua nova

No período menstrual entramos no arquétipo da Anciã e na fase do inverno. Este é o primeiro dia em que você começa a sangrar e é a primeira semana do seu ciclo.

A fase de sangramento do ciclo é o momento em que nossa energia e hormônios estão baixos o tempo todo, temos menos energia física, nossa força está voltada para dentro. A maioria das mulheres, quando possível, descansam mais nos primeiros dias da sua “lua”. Nesse período podemos ter uma maior abertura para o inconsciente, nossas memórias e energias ancestrais, é um período de recolhimento em que precisamos entrar em nosso espaço sagrado.

De acordo com a sabedoria das mulheres antigas, a fase da anciã é uma época em que o véu entre os mundos se tornam mais tênues. Diz-se que uma mulher em sua lua é mais poderosa e tem um acesso mais profundo à sua própria sabedoria. Em tempos mais antigos, as mulheres se separavam dos homens durante o período de sangramento para se reunir em cabanas ou tendas menstruais para se renovar e se sintonizar com o mundo espiritual.

O inverno é uma época de reflexão interior, uma época de morte metafórica.

Hibernação e repouso são duas qualidades do inverno que caracterizam com precisão o que é esta fase para uma mulher. O inverno interno não é uma época para dar aos outros, mas para nós mesmas. Aprender a amar a si mesma durante esse período e respeitar seus limites é o comportamento mais saudável que podemos adotar para nós mesmos e nossa família. 

Durante o período de inverno também aprendemos a deixar ir, é a fase de renovação e limpeza do que foi e do que não foi, para abrir espaço para o que pode ser, é o fim e o começo. 

Palavras-chave: Paz e sossego, descanso, tempo sozinho, dê-me espaço, aconchego, não estou disponível para você agora, sensibilidade, sabedoria, criatividade, desapego, renovação. 

Deusas e orixás relacionadas: Kali, Héstia, Nanã, Hécate

Semana 2 – A Donzela e a Primavera

  • Temporada: Primavera
  • Arquétipo: A Deusa, A Donzela
  • Fase pré-ovulatória -folicular
  • Lua crescente

Após o fim da menstruação, entramos na fase pré-ovulatória. Durante essa fase, o hormônio estradiol (um estrogênio) está subindo e os níveis de energia começam a voltar. Podemos nos sentir mais dispostas, extrovertidas, energizadas e ativas fisicamente.

Pense em como você se sente na primavera!

 Conforme a mulher entra em sua fase interna da primavera, ela está pronta para voltar ao mundo no arquétipo da Donzela, com uma energia mais solar e ativa. Como uma predisposição a ação. Este é o momento ideal para dedicar tempo aos nossos projetos, aprendizado e execução. 

Deusas e orixás relacionadas: Ártemis, Atenas, Ewá, Onirá

Palavras-chave: Renascimento, renovação, recomeço, produtivo, focado, independente, aprendendo, forte, capaz de enfrentar desafios, fisicamente energizado, concentração, execução, entusiasmo. 

Semana 3 – o Arquétipo da Mãe e o Verão

  • Temporada: Verão
  • Arquétipo: Mãe
  • Fase de Ovulação – fértil
  • Lua cheia

A fase de verão é quando as coisas começam a esquentar – literal e metaforicamente. Esta é a terceira semana do ciclo menstrual, onde ocorre a ovulação.

Eu amo o paralelo do corpo à terra em O Jardim da Fertilidade: “Como a superfície da terra, uma mulher em idade fértil passa por fases de resfriamento e aquecimento, que por sua vez criam umidificação e secagem, Sua fase fértil é seu próprio verão abafado. Este é um tempo de amadurecimento e de realização – seja a vida ou a criação frutífera de seus esforços. É uma fase altamente produtiva, cheia de energia, impulso criativo e sexualidade . A lua cheia redonda espelha o ovo. É a manifestação da lua escura. Irradiando sua energia para fora e conectando-se com a comunidade está no cerne desta fase. 

Durante a fase fértil, os níveis de estrogênio atingem o pico e a glândula pituitária secreta o hormônio luteinizante, causando a ruptura de um óvulo maduro do folículo e do ovário, resultando na ovulação. Sua temperatura corporal será maior nesse período por isso é a fase do verão interno.

Durante a fase ovulatória, manifestamos o arquétipo da Mãe que confere uma energia de nutrição externa, nos tornando mais disponíveis para os outros e para as nutrir as nossas relações. É uma fase altamente produtiva pois a energia sexual está bem ativa nessa fase solar, conferindo não só mais desejo sexual, libido, mas também tesão por fazer as coisas que são necessárias e socializar. É uma fase de vitalidade, criatividade, comunicação, sexualidade e receptividade.

  • algumas pesquisas sugerem que a ovulação é a melhor hora para pedir o que você quer – seja do seu parceiro, ou pedindo um aumento no trabalho por exemplo.

Deusas e orixás relacionadas: Deméter, Isis, Oxum, Iemanjá, Amaterasu, Afrodite

Palavras-chave: externo, expressivo, sedutora, criativa, lúdico, comunidade, construção de relacionamento, serviço, nutrir, amor, sexualidade, criar, construir, libido.

Algumas características ajudam a identificar o período da ovulação:

  • Leve desconforto ou dor abdominal
  • Fluido cervical: inicia seco e vai se tornando cada vez mais úmido, até parecer água. Quanto mais fluido, mais perto da ovulação você está.
  • Inchaço das mamas.
  • A temperatura aumenta e volta a cair no primeiro dia da próxima menstruação.

Semana 4 – A Sacerdotisa e o Outono

  • Temporada: Outono
  • Arquétipo: Mulher Selvagem / Sacerdotisa / Feiticeira
  • Fase Lútea – Pré-menstrual  
  • Lua minguante – geralmente

O outono é a quarta semana do seu ciclo e é aqui que as coisas começam a desacelerar. É  hora de ir diminuindo o ritmo e se preparando para a menstruação.

Depois da ovulação, o folículo vazio se torna o corpo lúteo, que permanece na superfície do ovário e produz progesterona para revestir o endométrio. A progesterona também faz com que a temperatura se torne mais quente e o fluido cervical seque. Caso a implantação não ocorra, após uma média de 14 dias, no máximo de 16 dias, o corpo lúteo se desintegra e seu revestimento uterino é liberado, desencadeando no período menstrual.

Este é um momento dinâmico que se altera gradualmente à medida que a fase avança. Sua lua interior se afasta do calor do verão interior e se move para a longa expiração do início do outono . Durante essa fase, sua intuição se intensifica e você pode desejar nutrição espiritual, um tempo sozinha, rituais de autocuidado e comunicação autêntica mais do que um toque físico . Preste muita atenção às suas emoções e reconheça-as. Isso diminui a probabilidade de ser expresso pelo corpo como um sintoma. Essa fase pode ser a mais dramática de todas e ter o maior impacto em nossa vida diária.

Muitos profissionais da saúde da mulher afirmam que a TPM é um sintoma de nossos tempos. Embora possamos tentar ignorar as necessidades de nosso corpo, nossa conversa corporal geralmente fica mais alta como resultado e se manifesta como extrema irritabilidade e fadiga, cólicas, entre outros sintomas.

Deusas e orixás relacionadas: Cerridwen, Morgana,  Baba Yaga, Obá, Yansã

Palavras-chave:  energia baixa, hormônios caindo, mais espaço, peça menos de mim, não quero dar agora, temperamental, menos foco e concentração, quero criar, menos coordenado, mentalmente criativo, criatividade ativa e intensificada, assertiva, estratégica. 


Muitas mulheres sentem que não têm nenhuma conexão com a lua. Quando começam a observá-la regularmente, o ciclo pode começar a se sincronizar com a lua. E isso é único, será a sua lua e não necessariamente será igual para todas, a mesma fase da lua, a mesma fase do ciclo. Mas ficará claro pra você a relação.

Essa é a conexão inegável que existe entre o corpo feminino e a lua, que está além da compreensão mental, que é a sabedoria esotérica da experiência feminina por causa de sua capacidade de sangrar.

Nossa conexão com a lua nos desperta para a sacralidade da menstruação e nos lembra que sangrar com a lua, circular com os ritmos da terra, faz parte da experiência de nascer mulher. Este é o rito nascimento milagroso e misteriosa de todas as mulheres. Quando você começa a traçar sua menstruação em relação à lua, você começa uma viagem para dentro de si. Você se dá conta de que seu corpo, como a Terra, está conectado a um padrão universal atemporal que é maravilhado desde o início.

Se você deseja se aprofundar Miranda Gray, no livro Lua Vermelha e Descubra as Deusas dentro de você resgata os ensinamentos sobre os arquétipos femininos durante cada fase.

No artigo Mulheres de lua você pode aprender sobre e baixar a Mandala Lunar Menstrual para rastrear seu ciclo, analisa-lo e compreender mais de si mesma conforme passa por cada fase do ciclo.


Recursos para Mulheres trabalharem o Sagrado Feminino

Você deseja viver plenamente como a mulher apaixonada, espiritual, poderosa, amorosa, criativa e sensual que você sabe que realmente é?

Óleo De Copaíba: Propriedades Medicinais e Estéticas

Também conhecida como copaibeira e pau-de-óleo, a copaíba é uma árvore nativa da América Latina e da África Ocidental, muito predominante no Brasil nas regiões amazônicas. O seu nome científico é Copaifera langsdorffii. É uma planta de grande porte, podendo atingir até 40 metros de altura e quatro metros de diâmetro. A copaíba vive cerca de 400 anos, e a extração do óleo de copaíba é feita em árvores com mais de 100 anos sem prejudicá-las.

óleo de copaíba é extraído do tronco da árvore e é usado para fins medicinais nas indústria cosmética e farmacêutica. Pode ser encontrada em farmácias ou lojas de produtos naturais sob forma de cremes, loções, xampus, pomadas e sabonetes. No entanto, a copaíba é mais utilizada em forma de óleo.

Existem vários tipos de óleo de copaíba, sendo que a diferença entre eles está na concentração de princípios ativos, uma vez que os solos e os teores de umidade em cada lugar que a Copaífera multijuga é plantada é diferente, logo a composição da planta também será. A melhor espécie para o consumo é a Copaífera multijuga.

O óleo de Copaíba era bastante utilizado entre os índios brasileiros quando os portugueses chegaram ao Brasil. Tudo indica que o uso deste óleo veio da observação do comportamento de certos animais que, quando feridos, esfregavam-se nos troncos das copaibeiras. Os índios o utilizavam principalmente como cicatrizante e no umbigo de recém-nascidos para evitar o mal-dos-setes-dias.

COMPONENTE PRINCIPAL : BETA- CARYOFILENO (BCP)

O BCP é um canabinóide, assim como o CBD (CannaBiDiol) encontrado na maconha medicinal propiciando os mesmos benefícios medicinais mas sem o efeito psicoativo do THC (TetraHydroCannabinol) presente na maconha, que faz as pessoas se sentirem desorientadas, extremamente relaxadas e famintas.

Utilização

  • Aromaterapia,
  • Ingestão oral,
  • Uso tópico.

Para que serve o óleo de copaíba

óleo de copaíba foi apelidado de “bálsamo da Amazônia” devido às suas qualidades.

A copaíba possui propriedade anti-inflamatória, cicatrizante, antisséptica, antimicrobiana, antitumoral, diurética, laxante e hipotensora. Pode ser útil para:

  • Úlceras no estômago;
  • Caspa;
  • Estimula produção de colágeno,
  • Problemas respiratórios, como tosse, excesso de secreção e bronquite;
  • Gripes e resfriados;
  • Infecções urinárias;
  • Hemorroida;
  • Doenças inflamatórias articulares, como artrite;
  • Prisão de ventre;
  • Potencial antisséptico e antitetânico;
  • Expectorante: a aplicação de quatro gotas de óleo da copaíba misturado com mel ajuda na expectoração;
  • Ajuda a estancar hemorragias.
  • Infecções: fazer gargarejo com o óleo ajuda em inflamações de garganta e de amigdalite. Também é eficaz para infecções genitais e hemorroidas;
  • Antitumoral: capacidade de agir contra as células cancerígenas responsáveis pelo câncer de mama, de próstata e de cólon;

 Uma pesquisa preliminar observou que substâncias sintetizadas no laboratório a partir de componentes isolados do óleo de copaíba apresentaram resultados importantes contra nove linhagens de câncer e contra a tuberculose, inibindo ou matando células doentes. O estudo foi feito por pesquisadores do Instituto de Química (IQ) e do Centro de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

  • Combate reumatismo e dores musculares: fazer massagem com o óleo de copaíba ativa a circulação sanguínea, aliviando dores, reumatismo e inflamações. Também auxilia no tratamento de gota;

Aliado contra a tendinite: Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Sergipe observou que o uso do óleo de copaíba faz com que o tratamento da tendinite tenha resultados melhores. A pesquisa contou com cerca de 80 pacientes, dos 20 aos 40 anos, que foram divididos em três grupos de análise: o grupo controle, tratado com aplicação de ultrassom e exercícios, tratamento fisioterápico convencional; o grupo teste 1, tratado com aplicação de ultrassom com o óleo de copaíba e exercícios; e o grupo teste 2, tratado com massagem com óleo de copaíba e exercícios.

Os pesquisadores constataram que o grupo tratado com ultrassom somado ao óleo de copaíba e exercícios apresentou o melhor resultado (grupo teste 1), sugerindo que o óleo de copaíba aperfeiçoava os efeitos do tratamento.

  • Doenças de pele: por ser anti-inflamatório, quando aplicado sobre a região afetada, auxilia no tratamento de dermatites, urticárias, psoríase, acnes, herpes, feridas, pano branco, eczema, leishmaniose, picadas de insetos e picada de cobra;

Para tratar problemas de pele, uma pequena quantidade de óleo de copaíba deve ser aplicada sobre a região a ser tratada e massageada suavemente até que haja a absorção completa do óleo. É recomendado que esse procedimento seja feita pelo menos 3 vezes ao dia para garantir os melhores resultados. Outra opção de utilização do óleo de copaíba para problemas de pele e articulares é por meio do aquecimento de uma pequena quantidade de óleo, que, quando morno, deve ser passado sobre a área a ser tratada até 2 vezes por dia.

No caso de doenças respiratórias ou urinárias, por exemplo, pode ser recomendada o consumo de cápsulas de copaíba, sendo a dose diária máxima recomendada de 250 gramas por dia.

  • Aromaterapia: O óleo essencial de copaíba já é a muito tempo utilizado na aromaterapia para melhora do humor, além de ajudar a aliviar estresse e ansiedade.
    • Ao ser inalado, os agentes bioquímicos do óleo de copaíba equilibram os níveis de cortisol e permitem um relaxamento mais rápido.

Benefícios Estéticos

Na pele, pode auxiliar na eliminação e redução de cicatrizes, celulites e estrias. Se aplicado em regiões com marcas e manchas, o óleo de copaíba auxilia no clareamento quando misturado com outros óleos vegetais, como o de rosa mosqueta. É um óleo emoliente, auxiliando na hidratação e maciez da pele, além de regenerar o colágeno, melhorando a elasticidade da pele e deixando-a com aspecto firme e jovem.

Também é usado na odontologia, na formulação de material para obturações. A mistura com o óleo de copaíba evita irritações e a proliferação de bactérias.

Lembre-se que, para todas as aplicações, deve ser utilizado o óleo 100% natural e puro, livre de substâncias químicas nocivas à saúde.

Não aplique óleos essenciais puros. Sempre faça a diluição em um óleo vegetal carreador! 

Atente-se que o óleo vegetal e o óleo essencial são diferentes. Os óleos essenciais são substâncias concentradas e devem sempre ser diluídos. ( podendo ser em água, cremes, ou outro óleo vegetal antes de ser usado na pele ou cabelos neste último pode ser diluído no xampu.)

Estudos indicam que em muitos casos concentrações menores de óleos essenciais são mais eficazes, além da diminuição do risco de reações adversas.

Efeitos Colaterais e contraindicações

Precauções: deve ser utilizado com cautela, para evitar dermatites nas pessoas hipersensíveis.

Contraindicado em caso de gravidez ou lactação e em caso de problemas gástricos. É importante que a copaíba principalmente a ingestão seja utilizada conforme orientação do fitoterapeuta ou do médico, pois possui alguns efeitos colaterais quando não utilizada da forma correta, como por exemplo diarreia, vômito e erupções na pele. Alem disso em altas doses apresenta toxicidade.


Propriedades metafísicas, usos lendários e significado do Quartzo Rosa

rose-quartz-422715_960_720

O Quartzo Rosa é a pedra do amor e da paz que possibilita a cura interior e a purificação do corpo emocional através da ativação do Chakra do coração.

As civilizações antigas da Grécia e Roma foram as primeiras a atribuir o símbolo do amor ao significado do quartzo rosa. Segundo o mito, Cupido, o deus romano do desejo, e Eros, o deus grego do amor, deu aos humanos o dom do amor na forma de quartzo rosa

As energias que vibram no quartzo rosa, purificam e abrem o coração a todos os níveis permitindo uma profunda cura interior e amor-próprio.

É a pedra que libera a energia negativa suavemente, potencializa as vibrações do amor, possibilita harmonia e paz em relacionamentos estabelecidos e ao ambiente familiar.

A cura emocional do quartzo rosa vem de permitir que você libere energias e emoções tóxicas que ficaram presas dentro de você.

Encoraja o auto perdão, aceitação e entendimento de situações dolorosas, como “perdas” de pessoas próximas, desentendimentos, afastamentos, frustrações, derrotas, sentimentos dolorosos do fim de relacionamentos,  sentimento de solidão… ajudando assim  a transmutar tristezas e mágoas profundas, agressividade, raiva, tensão, mágoa paterna, carências emocionais e co-dependência, dá acolhimento para curar as necessidades de ordem emocionais, fortalece  o amor próprio, acalma a mente, elimina preocupações e promove a paz interior.

Quartzo é o cristal que e invoca a autoconfiança, auto respeito, a descoberta do próprio valor, nos ensina a amar a nós próprios,e a nos reconstruir dos momentos de dor, cicatriza feridas da alma devolvendo e equilíbrio emocional, acalentando, fortalecendo e preenchendo o corpo emocional com as energias de amor incondicional.

Suas poderosas vibrações de amor incondicional  podem penetrar no nível celular e reprogramar as células para a alegria e longevidade.Torna a alma mais leve conectando a pessoa a sua criança interior dotada da alegria de viver.

Nas artes da cura, diz-se que aumenta a assimilação de proteínas, ferro, oxigênio e vitamina K. Teria efeitos positivos no coração, nos pulmões, fígado, nos órgãos genitais. Facilita a regeneração dos rins e aumenta a fertilidade masculina, ajuda a corrigir problemas de ordem sexual, do sistema circulatório, na constrição de vasos sanguíneos.

Estimula o chacra cardíaco e laríngeo, fortalece os meridianos e nádis e alinha os corpos emocional, mental e astral, abrindo para o amor incondicional.

Pode ser utilizado como joia, talismã, no bolso ou na bolsa ,aumentando o equilíbrio emocional e luz pessoal, ou para trazer muito amor e boas energias para os ambientes.

Na meditação, a ativação do Quartzo Rosa estimula o Chakra Coroa e os Chakras do terceiro olho e garganta, colocando os em harmonia com o coração.

Na decoração, em casa ou no trabalho um Quartzo Rosa favorece uma interação harmoniosa com os outros.

Esta pedra é um  curinga para presentear qualquer pessoa, conhecida ou não.

Limpeza e Energização  Todo cristal acumula em si energias provindas de pessoas e ambientes. Sempre que adquirir uma pedra ou cristal numa loja, você deve fazer sua limpeza energética.

Onde Encontrar ?interconexão espavo nossa seleção especial

 

    • Nota: Nunca retarde a busca de atendimento médico baseado apenas na sua interpretação sobre o conteúdo disponibilizado no site. Nada aqui é destinado a substituir os serviços do seu profissional de saúde.

Texto original Blog Espavo

Limpeza e Energização de Cristais Naturais

photo-1567113463224-37cf03ba4577

Todo cristal acumula em si energias provindas de pessoas e ambientes. Sempre que adquirir uma pedra ou cristal numa loja, você deve fazer sua limpeza energética. E depois de tempos em tempos dependendo do seu uso. Se usado em terapias e com outras pessoas é necessário limpar todos os dias. De uso pessoal, você pode sentir através da sua intuição quando  fazer novamente.

Vamos citar algumas opções:

LIMPEZA ENERGÉTICA COM INCENSO

Acenda o incenso e dê um “banho” com o fumo do incenso até você achar que o cristal está bem purificado, siga sua intuição.

Este é o método usado pela maioria dos curandeiros alquímicos, para limpar rapidamente suas pedras e varinhas de cristal após o uso nos clientes. Geralmente feito com sálvia natural. mas na falta pode usar aqueles palitos finos mesmo.

 

 LIMPEZA ENERGÉTICA COM ARROZ

Você pode usar qualquer tipo de arroz, arroz branco ou marrom, é bom para a limpeza de cristais e é muito fácil de fazer. Você pode usar a limpeza do arroz se tiver receio de usar água ou sálvia, e isso pode ser especialmente útil se você tiver uma pedra muito valiosa para você.

Simplesmente coloque suas pedras em cima do arroz e deixe durante a noite. Este método é muito fácil e simples, e você pode fazê-lo facilmente. O arroz absorverá energia negativa, então você precisará jogá-lo fora depois de usá-lo.

LIMPEZA COM DRUSA

Se você tiver uma drusa de quartzo branco, ametista ou citrino, basta colocar as outras pedras em cima e deixar de 8h a 24 hrs.  O quartzo limpa e ajuda a recarregá-los.

LIMPEZA E REENERGIZAÇÃO COM TERRA

Para esta, basta enterrá-las elas serão limpas e já energizadas. Mas novamente certifique-se de saber se a pedra é capaz de levar água, caso a chuva penetre até onde estão localizadas.

ENERGIZAÇÃO COM BANHO DE SOL OU DE LUA 

A luz da lua tem uma influência poderosa que reenergiza seus cristais e permite que eles aumentem sua vibração naturalmente. Use Princialmente a lua cheia.

Deixe suas pedras a luz do sol da manhã, (nunca após o meio dia) e  por um período não maior do que 15 minutos. – A luz do sol pode desgastar a cor da pedra.

  • Podem perder a cor se expostas à luz: Ametista, Quartzo Rosa e Turquesa (que também costuma ressecar). São sensíveis ao calor: Ametista, Quartzo, Lápis-lazuli, Malaquita, Turmalina e Turquesa.

 

LIMPEZA ENERGÉTICA COM ÁGUA E SAL GROSSO

A limpeza com sal  não é aconselhado  fazer muitas vezes, pois o sal com o tempo pode danificar as propriedades do mineral. Este tipo de limpeza com água e sal é mais apropriado quando você pretende eliminar ao máximo qualquer tipo de carga energética. Como quando você compra.

  • Verifique antes se a sua pedra pode ir na água. Se você não tiver certeza, não use esse método.

Pegue nas pedras que comprou e coloque dentro de uma vasilha de vidro. Encha com água fria, (nunca quente) e coloque os seus cristais dentro juntamente com um ou dois punhados de sal grosso na vasilha ou 2 a 3 colheres de sopa de sal.Se o mineral tiver consigo pela primeira vez este processo de limpeza deve ser no minimo 3 a 6 horas e no máximo 24h.

 “Algumas pedras são frágeis se quando colocadas em água podem se quebrar facilmente como a turmalina ou se desgastar como a selenita, a hematita enferruja quando deixada em água, a turquesa quebra com facilidade ou fica rachada, ai podemos dizer que a pedra morreu e nesses casos ela deve ser devolvida para a natureza”.

Nem todas as pedras podem ser lavadas sob água corrente ou permanecer em contato com o sal – Algumas dessa pedras abaixo :(Algumas!! não são todas, pesquise a sua pedra)

São solúveis em água; por exemplo a Selenita, a Rosa do Deserto e Halita.

De alta porosidade e bastando uma enxaguada rápida para limpeza, podemos citar  a Turquesa. 

Outras categorias que exigem a limpeza rápida e somente com água, são o Âmbar, Azeviche, Coral e Olho de Caranguejo, pois, trata-se de formações de origens vegetal ou animal. Outras que merecem destaque são a Hematita e Magnetita (cuja composição é basicamente óxido de ferro), pois elas não devem ser mergulhadas em água salgada para limpeza ou energização.

outras que não devem ter contato com água salgada: Lápis-lazuli

Trizocola

Angelita

Qualquer tipo de Cianita, Calcita e Celenita

Pedra da Lua

Bornita

Ematita

Pirita

Bronzita

Diotazio

Topázio

Opala

Coral

Azurita

Malaquita

Turmalina

Nem uma pedra que tenha em seu nome (olho).

Ex: Olho de gato, Olho de tigre, etc…

Fonte: ESPAVO BLOG

Saúde dos Seios: Massagem Linfática Autoaplicável nas Mamas

Um fator crucial na manutenção de um sistema imunológico saudável é um sistema linfático eficiente.

O sistema linfático é uma extensa rede de drenagem que ajuda a manter os níveis de fluidos corporais em equilíbrio e defende o organismo contra infecções. É constituído por uma complexa rede de órgãos linfoides, linfonodos, ductos linfáticos, tecidos linfáticos, capilares linfáticos e uma rede de vasos linfáticos que transportam linfa e outras substâncias por todo o corpo.

O sistema linfático é a primeira linha de defesa contra doenças. Ele gerencia a eliminação de toxinas do nosso corpo, funciona como a principal defesa imunológica do corpo e é o principal sistema do corpo para eliminação de resíduos.

Essa rede de vasos e nós transporta e filtra o líquido linfático contendo anticorpos e linfócitos (bons) e bactérias (ruins).  Nosso sistema linfático é o principal responsável por transportar material de combate a doenças para as células atacadas por germes, transportando os germes mortos para longe e fornecendo fluido de plasma rico em proteínas de volta ao coração. Quando o sistema é bloqueado, nos tornamos indefesos contra ataques de fungos e bactérias, porque o material que combate a infecção é impedido de destruí-los. Além disso, o material nutritivo das células é impedido de atingir a corrente sanguínea, o sangue perde as proteínas necessárias e as doenças infecciosas podem potencialmente invadir o corpo. O baço também ajuda o corpo a combater infecções. O baço contém linfócitos e outro tipo de glóbulo branco chamado macrófagos, que engolem e destroem bactérias, tecido morto e matéria estranha e os removem do sangue que passa pelo baço.

A maioria dos problemas de doença crônica ocorre na junção dos vasos linfáticos, ou linfonodos. Existem 160 linfonodos localizados na região da face e pescoço e mais de 300 linfonodos no tronco do corpo. Os maiores reservatórios de fluido linfático das mulheres estão localizados em seus seios. Os linfonodos na axila (abaixo dos braços) e no tecido mamário são provavelmente os linfonodos mais palpáveis na região do tronco. Você pode sentir os gânglios linfáticos pressionando abaixo dos braços, logo abaixo da clavícula, abdômen ou na dobra entre a coxa e a área pélvica. Ao tocar nessas áreas, a maioria das pessoas sente pequenos caroços e inchaços e, às vezes, dor. As saliências e a dor são sintomáticas dos gânglios linfáticos bloqueados. Os gânglios linfáticos bloqueados indicam uma quebra no funcionamento mecânico do sistema linfático e, como resultado, um colapso do sistema imunológico.

Linfedema

Toxinas carregam cargas elétricas com elas; alguns são elétrons, outros prótons. Essas cargas elétricas são algumas vezes chamadas de radicais livres. Os radicais livres se ligam ao fluido linfático neutro, que causa estagnação e formação de líquido linfático nos linfonodos, o que pode ser sentido com a palpação. Essa estagnação e agrupamento causam doença e acúmulo tóxico nos tecidos, às vezes chamado de linfedema. Mulheres, você se pergunta por que seus seios estão doloridos mesmo se você não tem menstruação? Quando seus níveis de estrogênio aumentam, como nos poucos dias anteriores à menstruação, fica ainda pior. Este é o seu sistema linfático falando com você. Está dizendo que é hora de limpar.

A massagem linfática pode reduzir o inchaço e melhorar a circulação em todo o sistema linfático. A massagem linfática geralmente faz parte de um programa de tratamento chamado terapia linfática descongestiva (DLT). Massagem de drenagem linfática é uma forma de massagem suave que estimula o movimento de fluidos linfáticos ao redor do corpo.

O fluido no sistema linfático ajuda a remover resíduos e toxinas dos tecidos corporais. Algumas condições de saúde podem causar a formação de fluido linfático.

Para efetuar especificamente a linfa na massagem, é necessário bombear em uma direção específica, em um ritmo específico. Isso imita a ação natural do sistema linfático.

Massagem Linfática de Mama é fácil de aprender. É diferente de apenas massagear seu seio porque você especificamente moverá o seio de uma maneira que imite como a linfa se move no corpo.

1. Respiração Linfática

A respiração profunda age como uma bomba que ajuda a movimentar o líquido através dos vasos e dos gânglios linfáticos. Siga os passos abaixo:

  • Coloque as duas mãos no estômago.
  • Inspire pelo nariz, expandindo o estômago e mantendo os ombros imóveis.
  • Expire devagar pela boca.

• Descanse entre as respirações.

2. Prepare a frente do pescoço

  • Coloque os dedos indicador e médio de cada mão em cada lado do pescoço, ligeiramente acima da clavícula.
  • Estique a pele deslizando suavemente os dedos para dentro em direção ao meio da clavícula.

3. Prepare o lado do pescoço

  • Coloque a palma de cada mão em cada lado do pescoço abaixo das orelhas.
  • Lentamente, mova as duas mãos para baixo e para trás.

4. Prepare a parte de trás do pescoço

  • Coloque as palmas das mãos na parte de trás do pescoço perto da linha do cabelo.
  • Deslize suavemente as mãos pelo pescoço em direção à coluna.

5. Prepare sob os braços

Prepare os linfonodos sob os braços para ajudá-los a aceitar o fluido linfático de outras áreas do corpo. Não faça esse movimento em áreas que os médicos trataram de câncer. Siga esses passos:

  • Coloque a palma sob a axila.
  • Bombeie suavemente a palma para cima e em direção ao corpo.
  • Repita no outro braço.

Prepare atrás dos joelhos:

  • Coloque as duas mãos atrás do joelho, para que os dedos apontem um para o outro.
  • Bombeie a parte de trás do joelho pressionando suavemente as mãos na parte de trás do joelho e rolando-as para cima.
  • Repita no outro joelho.

Massagem Linfática das mamas retirada do site Projeto Saúde dos Seios

Vamos usar um movimento de bombeamento, onde movemos a mama usando alguma pressão leve e, em seguida, liberamos a mama suavemente, permitindo que ela retorne à sua posição normal.

Cada movimento e retorno conta como uma bomba. Usando o modelo de massagem mamária linfática, a ideia mais importante é manter o fluido linfático em movimento nessa área.

Abaixo estão os passos simples para usar para massagem mamária linfática. (Use estas instruções com a ilustração abaixo.)

Coloque a mão na axila e empurre para dentro e para cima. Vá fundo na axila. Bombeie para cima e solte. Faça isso dez a vinte vezes.

Pegue seu peito inteiro e mova-o para cima em direção à axila. Se seus seios são grandes, isso pode levar mais de uma posição de mão. Faça isso dez vezes.

segure seu peito e bombeie diretamente para dentro em direção à parede torácica. Faça isso cinco vezes.

Mantendo seu seio estável, bombeie o quadrante superior interno do seio em direção ao pescoço. Faça isso cinco vezes.

Você pode fazer o bombeamento mais do que o número recomendado de vezes, se quiser.

Pedimos desculpas por ser difícil explicar verbalmente esses movimentos sem mostrar movimentos.

Por favor, note que o sistema linfático tem uma válvula unidirecional, então você não pode bombeá-lo para trás por engano e causar danos.

Lembre-se, ao trabalhar no tecido mamário:

  • Concentre-se em criar movimento.
  • Não se preocupe muito com a direção correta.
  • Esta ação de bombeamento é diferente da massagem.
  • Ao mover a mama na direção inicial, use alguma pressão.
  • Em seguida, solte e deixe a mama voltar à sua posição normal. Torna-se uma ação de bombeamento.
  • No movimento para cima, use pressão e solte para permitir que a mama volte. Isso imita e aumenta o movimento natural do sistema linfático.

Dieta da maçã de Edgar Cayce para limpar as toxinas #Healingfoods

Edgar Cayce recomendou nas leituras de saúde para mais de 20 pessoas, a “Dieta da Maçã” como uma limpeza de três dias para “limpar todas as forças tóxicas de qualquer corpo” e disse que o  jejum é uma das formas mais eficazes de prevenir doenças . A dieta da maçã é um jejum modificado, onde não se come nada além de maçãs por três dias e bebe apenas café preto e água. Ele mesmo jejuou em maçãs durante 3 dias, três vezes por ano.

Este jejum com maçã fornece não apenas os benefícios do ácido málico em maçãs, mas também fornece grandes quantidades de fibras naturais de pectina para limpar o trato intestinal. A pectina excreta as toxinas. É chamado de jejum porque, ao comer apenas   maçãs (orgânicas) , o corpo é enganado em um modo de jejum, onde começa a despejar toxinas do fígado, rins e outros órgãos internos, na corrente sanguínea, onde eles podem ser sugados pela pectina.

Certifique-se de beber muita água morna para que as toxinas possam ser realizadas mais rapidamente.

Aparentemente, se você está tentando parar de fumar você deve fazer essa limpeza porque o jejum irá limpar toda a nicotina tóxica do seu corpo e diminuir seus desejos.

“Seria bom para este corpo, mesmo depois disso, ter uma dieta de maçã de três dias, mesmo em sua condição enfraquecida, precisamos limpar o sistema. Pois isso eliminará as tendências das condições neuríticas nas articulações do corpo. ”  Edgar Cayce

Uma dieta regular da maçã seria boa para o corpo – mas não tente trabalhar como um cavalo quando você está na dieta da maçã ou então será mais prejudicial do que útil! ”  Edgar Cayce

1. Coma apenas maçãs orgânicas durante todo o dia.

2. Beba água morna durante todo o dia.

3. Faça isso por 3 dias.

4. Na noite da terceira noite, tome 2 colheres de sopa de azeite extra-virgem.

Quando você não come qualquer gordura durante dias, seu fígado e sua vesícula biliar armazenam a bile. Quando você inunda seu sistema com gordura (azeite de oliva) de uma só vez – sua vesícula biliar e fígado liberam toda a bile armazenada e empurram as pedras de colesterol que se formaram.

Preste atenção em como você se sente durante esse jejum e em que parte do seu corpo (se houver) sente dor. Toxinas estão liberando! Seja gentil consigo mesmo durante o jejum e descanse um pouco. Deixe quaisquer emoções que foram reprimidas sejam sugadas de você junto com todas as outras toxinas. Deixe tudo ir.

É normal ter uma dor de cabeça no Dia 2 – tenha coragem, isso significa que está funcionando! As toxinas estão ficando agitadas e estão deixando seu corpo. Continue bebendo essa água morna para expulsá-los!

Depois volte a sua dieta normal procurando mantê-la saudável e equilibrada.

Por favor, consulte um profissional de saúde qualificado antes de iniciar qualquer programa de dieta rápida ou nova.

Para mais informações sobre as recomendações de dieta de Cayce, você pode querer ver EdgarCayce.org/diet .

À medida que eu me desperto, desperto você. Eu te desejo paz sobre todas as coisas. @Interconexão

Se você acha isso útil, compartilhe com outras pessoas !


Existem outros artigos relevantes para esse assunto: