Como Limpar Bloqueios Inconscientes

Nossos problemas são construções nossas mas como arquiteto é o nosso inconsciente não nos parece assim.

Nossos hábitos, sentimentos, impulsos, reações e realidade são uma programação do nosso inconsciente, mas nós fomos os programadores em algum ponto do tempo de cada um desses programas. Nossas percepções, julgamentos e emoções são os zeros e uns desse sistema. Nosso sistema operacional escuta e traduz em realidade continua tudo isso o tempo todo.

Mudar nossa realidade começa por mudar a nós mesmos, mas mudar nossos impulsos, formas de pensar e sentir, pontos de vistas fixos e hábitos não é fácil porque eles são enraizados em experiências do passado, geralmente na infância e ramificados conforme outras experiências se desenrolaram após a primeira. Eles vão se solidificando por assim dizer, por conta das vezes que repetimos determinado julgamento, emoção, experiência. A experiência é sempre uma evidência de que estamos certos naquele modo de operar/pensar. Mesmo quando o evento em si é desagradável. Para o subconsciente tem sempre algo pior a espreita do que aquilo que você está reclamando que está vivendo, e o seu “drama pessoal” é na verdade como ele está te protegendo disso.

Quantas vezes você quis acordar mais cedo pra fazer seu dia render mais, ou pra incluir uma nova atividade na sua rotina diária mas acabou acordando no horário de sempre e se sentindo um fracasso depois? Quantas vezes você olhou para aquele seu amigo que acorda seis horas da manhã pra correr antes do trabalho e pensou eu queria ser assim!? Ter essa motivação? A verdade é que você não é um fracasso, apenas tem uma programação diferente e se você quiser o bastante pode muda-la. Mas se não o fizer, (do jeito especifico que quer, como acordar 6 da manhã motivado) você pode certamente eliminar o padrão de se sentir fracassado por não fazer assim. pode mudar sua percepção sobre si mesmo, suas metas e como deve alcança-las. Se você não consegue acordar as 6h bem, durma até o hr que você pode com a gratidão de poder dormir até tal horário ao invés de se recriminar, encontre outros meios de incluir na sua rotina o que você quer. Mas dizer isso é fácil e lógico, agora determinar como se sentir não depende de dizer sinta-se grato.

É preciso encontrar meios de reescrever o programa que corre abaixo da superfície. E não existe um meio, mas existem vários. Umas ferramentas funcionam melhor para umas pessoas do que pra outras, ou funcionam em area da vida, melhor do que outras, e então você pode tentar e quando não funcionar para uma coisa, passar para outra e depois voltar para aquela coisa com outra ferramenta.

PREPARAÇÃO

Abaixo tem um processo inspirado pela Christie Sheldon que você pode experimentar, fica a seu critério fazer diretamente ou gravar com sua própria voz uma meditação guiada seguindo os passos, é um um processo de autoindução, relaxando seu corpo entrando em uma frequência cerebral e cardíaca capaz de facilitar o processo de acessar o subconsciente e trabalhar com ele.

Você também pode gravar a sessão e depois ouvir e tomar notas, como sendo o seu próprio terapeuta, porque você é. Frequentemente pessoas que praticam autoindução durante meditação não conseguem se lembrar de tudo que fizeram no final processo. Isso é bem comum, por isso você pode achar interessante gravar.

Escolha um lugar confortável, garanta que você tenha privacidade e tempo suficiente sem ser incomodado. Se escolher gravar anteriormente, prepare a gravação. Se escolher gravar a sessão prepare o gravador. Sinta-se livre para criar o ambiente que achar mais conveniente(música, aroma, luz).

PROCESSO DE ACESSO E REFRAME PASSO A PASSO

  • PASSO 1 – DEFINA UM PROBLEMA/BLOQUEIO/ tema para trabalhar.
    • Um sentimento, um bloqueio, algo que você não consegue ultrapassar, talvez algo que fique se repetindo na sua vida, um padrão.

O problema é algo consciente mas o que você precisa limpar está abaixo da superfície é o alicerce, a fundação que fica abaixo da terra sustentando a construção do seu problema.


  • PASSO 2 – AUTOINDUÇÃO & CONEXÃO
    • Entre em meditação e se conecte – Um estado de relaxamento físico e mental, um estado de conexão com a luz, com o universo em todas as direções.

Feche os olhos, relaxe e respire de vagar. Visualize energia vindo de cima (do universo/fonte) e de baixo (do centro da terra) e entrando no seu corpo. Preenchido de energia, visualize expandido essa luz de você para o mundo, comece aos poucos, expanda até o ambiente que está, até o bairro, cidade, estado, país, planeta… Assim você esta recebendo e enviando energia simultaneamente. Neste estado você esta pronto para o próximo passo acessar as informações pertinentes a solução do seu bloqueio.

Sendo possível grave sua sessão, você pode achar interessante o que é capaz de lembrar durante o processo e como isso está interconectado ao que você tem manifestado, ao que não consegue fazer ou parar de fazer. E essa conexão muitas vezes você só consegue fazer depois ao escutar o áudio, e então o processo começa a fazer mais sentido, e você se torna especialista de si mesmo, se tornando cada vez mais fácil encontrar a raiz dos seus padrões e bloqueios.


  • PASSO 4- FAÇA PERGUNTAS:

Pra esse processo você vai dizer a primeira coisa que vier a mente logo após a pergunta. NÃO É PARA TENTAR LEMBRAR NADA. Apenas trabalhe com o que vier naturalmente, com o que você sente e com o que você acha que parece ser a resposta.

  • EU ESTOU SENTINDO ISSO____ COM QUANTOS ANOS EU SENTI ISSO PELA PRIMEIRA VEZ? (leve o sentimento/frustação para esse centro e pergunte)
    • Você pode focar no tema e começar a fazer perguntas para se conectar com a emoção.
      • EX: Seu problema é querer/precisar perder peso, ou para de comer um certo tipo de alimento, mas não consegue.
    • Você poderia se perguntar: Qual idade eu senti/ entendi que eu precisava comer esse tanto? quando eu entende que era bom e seguro pra mim comer esse tanto ou esse tipo de comida? Quando eu entendi que era seguro pra mim estar sempre acima do peso? Quando eu entendi que isso me protegeria e me manteria seguro?
  • QUEM ESTAVA ENVOLVIDO?
    • DE QUEM EU ESTOU REPLICANDO ISSO ? De quem copiei/modelei isso? ou quem eu estou corrigindo com isso? Meu pai? minha mãe? meus avós? eu mesmo?
    • De modo geral na infância aprendemos observando e nos definimos como julgamos o que observamos. Então você pode estar modelando alguém ou fazendo o extremo oposto daquela pessoa, caso você tenha julgado ela errada, ou tenha sentido alguma dor a partir de um modo de ser dela.
  • QUAIS SENTIMENTOS e/ou JULGAMENTOS ESTÃO LINKADOS A ISTO?
    • Neste momento pode ser que você tenha se lembrado de um determinado evento do passado, assim observe todos os sentimentos do seu eu de X anos (a idade que veio na pergunta 1) mesmo que isso não tenha acontecido e você não lembre de um evento especifico apenas se concentre em você com aquela idade, (imagine, ok eu tenho 8 anos como eu me sinto sobre isso)
    • Pode ser medo, carência, vazio etc…apenas reconheça esse pacote de informações psicoemocionais porque podem ser várias emoções.
  • ONDE ESSA ENERGIA ESTÁ CONDENSADA NO MEU CORPO E/OU EM TORNO?
    • Sinta ou visualize onde isso parece que está, em qual parte do seu corpo?
    • APENAS DIGA O QUE VOCÊ ACHA. A PRIMEIRA COISA QUE VIER NA SUA MENTE, e trabalhe com isso como sendo verdadeiro. Quanto mais vezes fizer esse processo, mais confiança em sua capacidade de ver/sentir/reconhecer você desenvolve e fica mais fácil.

  • PASSO 5LIMPEZA
    • VISUALIZE A LUZ ENTRANDO NESSA PARTE DO CORPO E DESINTEGRANDO AQUELE BLOCO.
    • Diga eu limpo e transmuto através de todos os tempos, dimensões, espaço e realidade.
    • Se você tem outros comandos de limpeza que já utiliza pode tentar com eles também, como o do Access Consciousness.

  • PASSO 6 – SE ABRINDO PARA RECEBER NOVAS POSSIBILIDADES E PARA NOVAS FORMAS DE SER
    • SE ABRA PARA A MUDANÇA DE PADRÃO COM NOVAS PERGUNTAS
    • O QUE ME LEVARIA A …

Exemplo: O que me levaria a pesar… ? O que me levaria a comer apenas o suficiente? O que me levaria a gostar de alimentos saudáveis? O que me levaria a ser mais saudável? A me sentir seguro e a salvo comendo apenas essa quantidade que meu médico definiu? A me sentir protegido e seguro fazendo isso(…) que eu preciso fazer?

O que me levaria a praticar esse exercício até eu ficar tão bom nele que eu faria em qualquer lugar, sobre qualquer circunstância, sempre que eu precisar? O que me levaria a encontrar a ferramenta/técnica mais adequada pra acessar o potencial da minha mente? mudar o como sinto sobre? Enfim…


Para aqueles que escolheram gravar a sessão, o último passo é escutá-la, anotar os pontos chaves e ver como eles se relacionam com os bloqueios no presente que escolheu tratar. Isso vai ajudar a treinar o seu ouvido e a sua mente para perceber essas conexões intuitivamente. Quando você tiver um novo problema e já estiver treinado nessa leitura as chances são de você já começar a perceber o que está abaixo da superfície, com você e com os outros. E compreendendo isso se torna mais fácil prestar atenção nas informações que você está oferecendo dia a dia ao seu sistema. Uma vez que se entende como isso vai ser registrado é mais fácil alterar a percepção imediatamente no presente para não programar mais do que não deseja. Agora isso não é obrigatório, você pode tranquilamente fazer a limpeza sem analisar a causa raiz. Mas alguma pessoas gostam de compreender como essa manifestação se dá.

Tente e nos conte qual foi a sua experiência!


O Efeito da Crença: Como a mente consegue ser mais forte que a programação genética?

Eu ouvi sobre o efeito placebo conforme crescia, e mesmo criança sempre ficava intrigada como aquelas pessoas tinham os mesmos resultados daquelas que estavam realmente tomando a “droga” só por que acreditavam que estavam. Ouvi também sobre hipnose, mas a via na TV como uma forma de entretenimento, nunca tive certeza se era verdade ou apenas ilusão como o resto do show. Foi mais tarde que eu soube que a hipnose era usada como uma forma real de terapia em consultórios espalhados pelo mundo.

Nunca havia me perguntado o que era feito antigamente quando era preciso tratar alguém com um ferimento grave sem a existência da anestesia. Chega a ser engraçado como algo com raízes tão antigas se torna tão desacreditado. Uma ferramenta tão capaz se torna inutilizada ou desprezada por razão de críticas de uma indústria que nos educou para acreditar que os remédios são a nossa única ou melhor solução.

No livro A biologia da crença, o autor Bruce Lipton descreve resumidamente uma história um tanto intrigante sobre um médico inglês chamado Albert Mason que curou por meio da hipnose, um caso incurável.

Mason era anestesista e já havia usado a hipnose em cerca de 20 partos sem anestesia com sucesso, entre outros tratamentos. Um dia ele estava prestes a dar um anestésico a um menino de 15 anos e teve dificuldade em achar um lugar para colocar a agulha, pois o braço do menino estava coberto de verrugas pretas. Então após anestesiá-lo, e conduzi-lo ao cirurgião plástico Dr. Moore, ele disse: “Por que você não trata este caso com hipnose?” E ele olhou para Mason e disse: “Bem, por que você não o faz?”

O cirurgião ia enxertar a pele do peito saudável para as mãos, mas como já havia tentado uma vez e falhado, ao ver que a primeira tentativa só havia piorado o aspecto da pele decidiu não fazer mais nenhuma cirurgia no paciente.

Mason decidiu tratar o rapaz e o hipnotizou dizendo que as verrugas cairiam de seu braço direito, deixando a pele suave e normal. Mandou-o embora e pediu-lhe para voltar em uma semana.

Quando o adolescente retornou seu braço estava limpo. Mason satisfeito, o levou ao cirurgião para mostrar que as verrugas haviam sumido através da hipnose como havia sugerido. Grande foi a sua surpresa ao ouvir que não eram verrugas, mas eritrodermia ictiosi forme congênita de Brocq. Uma doença genética incurável.

O paciente teve tratado o restante do corpo com um sucesso de 70%, o caso foi documentado e publicado no British Medical Journal em 1952 tornando Mason mundialmente famoso, e sua sala de espera lotada de pacientes de ictiose que ninguém conseguia curar.

No entanto, Mason tentou o mesmo método em diversos pacientes, sem jamais conseguir obter o mesmo resultado. Concluiu por fim que o problema estava nele mesmo e em suas crenças sobre o tratamento. Agora ele sabia que estava tratando casos genéticos e incuráveis, não apenas verrugas.

“Eu agora sabia que era incurável. De antemão, pensei que fossem verrugas. Eu tinha a convicção de que posso curar verrugas. Depois daquele primeiro caso eu estava atuando. Eu sabia que não tinha o direito de ficar bem ”.

Mais tarde comparou o acontecimento e a hipnose a um folie à deux, um estado em que uma pessoa pode transmitir a outra uma fantasia, um estado delirante, e eles captam, por assim dizer.

Como a mente consegue ser mais forte que a programação genética? Como a crença de Mason pôde afetar o resultado do tratamento?

A mente do paciente curou seu próprio corpo através da hipnose, internalizando as palavras que ouvia, mas a mente do médico afetou determinantemente esse resultado.

Quando Mason deixou de acreditar que podia curar os outros pacientes por que sabia da gravidade e “incurabilidade” da doença, o tratamento parou de ter resultados. A hipnose deixou de ser eficiente por que o hipnotizador não tinha fé o bastante na cura ou em si mesmo. A crença havia sido afetada . Isso quer dizer que a ferramenta depende da convicção do operador, que ela afeta seu trabalho e resultados. Mas também afeta a mente alheia. Pois existe uma co-dependência dos resultados, uma consciência compartilhada.

Quando os dois campos magnéticos se relacionam para um objetivo, ambos precisam acreditar para atingir a meta. De alguma forma essa combinação de duas pessoas querendo produzir algo poderia realmente mudar as coisas físicas.

É meu entendimento que esses campos conversam entre si através de um processo inconsciente trocando informações. Então eu me pergunto o quanto afetamos uns aos outros dessa maneira ?

Se um médico senta com um paciente e lhe diz que vai cura-lo, mas não acredita nisso. Se sua autoestima está abalada e não se sente capaz. Se ele oferece tratamentos em que não acredita. Quanto isso afeta o resultado do paciente?

Quando alguém mente, quanto de nós sabe a verdade?

Quando os pais educam seus filhos eles literalmente estarão passando suas crenças para eles, e os moldando através delas não apenas através do que eles fazem ou dizem mas de como se sentem em relação aos seus filhos do que acreditam que eles podem ou não ser. Assim como seus medos de quem eles possam se tornar ou fazer.

Quando crianças e adolescentes se tornam revoltados o que eles estão espelhando ? É o medo dos pais de que eles fossem exatamente o que julgavam nos filhos dos outros ? Ou é uma revolta interior de um ser que não quer assumir essas crenças ou expectativas que estão sendo derramadas sobre eles inconscientemente?

Nossas crenças particulares influenciam nossa saúde, nossa biologia, nosso desempenho e de alguma forma forma a resposta das pessoas ao nosso redor. Temos que ser positivamente muito mais fortes em nossas mentes para não sermos afetados pelas crenças alheias.

Gabby @Interconexão

_________________________________________________________________________________________

Aprenda 5 técnicas de auto-hipnose

Ao praticar auto hipnose, é preferível sentar-se confortavelmente reto, ao invés de se deitar, para que não adormeça.

Exercício 1

Indução Simples

1 Olhe fixamente para um lugar e tente não piscar o máximo de tempo possível;

2 Se concentre na sua respiração por algum tempo para você ficar concentrado;

3 Respire bem fundo e expire o ar devagar enquanto você mentalmente diz: “Agora, expire bem devagar”. Repita este processo três vezes com seus olhos abertos e olhando fixamente para um local;

4 Feche seus olhos na terceira vez que você expirar enquanto você mentalmente diz as palavras: “Agora, expire bem devagar”.

5 Pode usar sua técnica favorita de auto-hipnose para finalizar o processo;

Exercício 2

Auto-hipnose para indução ao transe com as mãos levantadas

Se você está usando a auto-hipnose para fins de cura ou acupuntura, este é o método perfeito para você, pois você vai conseguir um resultado mais profundo com a cura energética.

1 Sente-se com sua palma da mão virada para baixo sobre seu colo;

2 Olhe fixamente para um lugar em sua mão. Continue olhando fixamente para aquele lugar até o fim da indução;

3 Imagine suas mãos começarem a ficar sensíveis e tente mexer um dedo;

4 Imagine agora que sua mão e braços estão cada vez mais leves, como se tivesse um balão estivesse os levantando;

5 Naturalmente, sua mão se levantará do seu colo;

6 Deixe com que sua mão e braço subam cada vez mais alto, porém, continue olhando fixamente para aquele lugar com seu olho aberto;

7 Continue a imaginar seu braço subindo cada vez mais, e ficando cada vez mais leve até a parte de trás da sua mão tocar seu rosto;

8 Quando a parte de trás da sua mão tocar seu rosto, feche seus olhos e respire bem fundo, e depois, expire;

9 Use sua técnica de auto-hipnose para finalizar a indução.

Exercício 3

Auto-hipnose para indução com olhos abertos

1 Com seus olhos abertos e olhar fixo, diga em voz alta o número 20, logo após, feche seus olhos;

2 Logo após, abra seus olhos e olhe para o mesmo local, diga o número 19 em voz alta e depois feche seus olhos;

1 Abra seus olhos e olhe novamente para o mesmo local, diga o número 18 em voz alta e feche seus olhos;

2 Continue contando de trás para frente até o número 1 do mesmo jeito;

3 Use sua técnica de auto-hipnose favorita para finalizar.

Exercício 4

Auto-hipnose para indução com sentido de ver, ouvir e sentir

Olhe fixamente para algo na sua frente. Preste atenção no que você vê, as cores e a luz.

1 Preste atenção no que você ouve – O tempo, o volume e as características do som;

2 Preste atenção no que você sente – A temperatura, a textura da sua roupa, sua respiração;

3 Repita o ciclo mais 2 vezes. Veja – Ouça – Sinta;

4 Use sua técnica favorita de auto-hipnose finalizar ou aprofundar;

Exercício 5

A meditação Silva 3 em 1

Geralmente usamos este método para auto-hipnose pelo simples motivo que quando você alcança o transe, você consegue ir mais profundamente, muito rápido.

Este método funciona pois estabelece um conjunto de âncoras que condicionarão seu corpo e mente para relaxar muito profundamente dentro de segundos. Além de simples é muito efetivo de usar.

Para este método funcionar para você, você precisa estabelecer as âncoras, e para isso, você precisa ouvir uma música relaxante de fundo.

1 Feche os olhos e respire fundo;

2 Na primeira expiração, repita e visualize o número 3, três vezes;

3 Na segunda expiração, repita e visualize o número 2, três vezes;

4 Na terceira expiração, repita e visualize o número 1, três vezes;

5 Aprofunde mais o transe;

6 Use mais técnicas de auto-hipnose para finalizar.

Veja o artigo original

ser cocriador

A ciência da hipnose – O que acontece com o cérebro ?

A prática da hipnose é antiga, ainda que os registros sejam escassos. Menos raro é a discussão quanto a validade da hipnose como terapia e sua veracidade como prática e não apenas charlatanismo e entretenimento.

O entendimento a respeito da atividade do cérebro durante o transe é bastante recente. Assim como outras modalidades terapêuticas tem sido testadas conforme a tecnologia que torna isso possível avança, a hipnose foi colocada à prova algumas vezes .

Podemos dizer que conforme a ciência moderna e tecnológica avança as ciências antigas das escolas de mistérios vão sendo confirmadas de novo e de novo .

Em 1997, o psiquiatra americano Henry Szechtman conduziu uma experiência com 8 voluntários. Eles foram vendados e ouviram uma gravação que dizia : “O homem não fala muito. Mas, quando ele fala, vale a pena ouvir o que diz”. Szechtman desligou o som e pediu ao grupo que tentassem imaginar a frase. Em seguida, hipnotizou todos e disse que iria tocar a fita novamente. Era mentira; não havia som nenhum. Mesmo assim, os voluntários disseram ter ouvido a gravação – eles sofreram uma alucinação auditiva por causa da hipnose.

Monitorando o cérebro dos voluntários, notou-se que durante a alucinação hipnótica e quando a gravação estava realmente tocando, a atividade do cérebro era idêntica. Já quando apenas imaginavam o som, a atividade era diferente. O estudo comprova que a hipnose existe, não é fingimento e tem um efeito sobre o cérebro que acredita que a sugestão é real . Uma pessoa hipnotizada pode ver, ouvir e sentir o que é sugerido pelo hipnotizador.

Em 1990, um estudo da prestigiosa revista Science, liderado por Pierre Rainville, da Universidade de Montreal, levou pessoas hipnotizadas a colocarem sua mão esquerda na água com a temperatura aquecida até 116 graus Fahrenheit ou 46 graus Celsius. Como estavam hipnotizadas, não sentiam dor. Rainville observou o cérebro dos mesmos e descobriu que o sistema límbico, um pedaço primitivo do cérebro que herdamos dos répteis e processa os sinais que vêm do corpo, como a dor, estava operando normalmente. Mas o neocórtex, região cerebral que só existe nos mamíferos avançados e é responsável pela nossa consciência, ignorava os sinais do sistema límbico. É como se, durante a hipnose, o “cérebro humano” parasse de se comunicar com o “cérebro reptiliano”.

É por isso que a hipnose tem efeitos tão profundos. Como o neocórtex é privado das informações fornecidas pelo sistema límbico (que além de processar a dor também controla a memória e reações como desconfiança, vergonha, medo, fome, iniciativa, prazer e desejo sexual), a consciência fica sem reservas ou referências boas ou más, portanto , totalmente vulnerável às sugestões do hipnotizador.

Em 2016, um estudo foi realizado e publicado por um grupo de pesquisadores liderados por David Spiegel, especialista em ciência da hipnose da universidade de Stanford (EUA) . Utilizando escalas de suscetibilidade foram selecionados sujeitos saudáveis que foram classificados como “muito” ou “pouco” suscetíveis à hipnose para passarem por indução hipnótica .

Os autores do estudo usaram máquinas de ressonância magnética para observar os cérebros de 57 pessoas durante hipnose, sendo 36 altamente suscetíveis e 21 pouco como controle.

A atividade do cérebro durante a hipnose também foi comparada com a atividade durante períodos de repouso e durante uma tarefa de memória, tanto para grupos de alta e baixa susceptibilidade.

Spiegel e seus colegas identificaram um punhado de diferenças entre o cérebro hipnotizado e um que é totalmente consciente.

As varreduras revelaram diferenças em partes do cérebro relacionadas à atenção, controle de impulsos e consciência do corpo e do ambiente . Os cérebros dos voluntários propensos a hipnose, também apresentaram menos conexões entre uma região profunda do cérebro que é ativada na auto-reflexão e ao sonhar acordado e áreas do córtex pré-frontal envolvidas no planejamento e execução de tarefas.

“É por isso que o hipnotizador no palco pode fazer um treinador de futebol dançar como uma bailarina sem se sentir consciente sobre o que ele está fazendo”, disse Spiegel ao New York Times e porque a hipnose pode ser uma parte útil da terapia: torna as pessoas maleáveis ​​e abertas o suficiente para fazer e acreditar em coisas que de outra forma não considerariam. Ver um problema com novos olhos “Tem todo o tipo de capacidade que as pessoas estão apenas descobrindo como usar” – uma característica que torna essa, uma ferramenta médica valiosa tanto quanto um belo truque.

“Eu vejo a hipnose como um tipo de aplicativo que você não usou em seu celular. Tem todo o tipo de capacidade que as pessoas estão apenas descobrindo como usar, mas se você não o usa, o telefone não faz isso”. – Spiegel

O Conselho Federal de Medicina já reconhece a hipnose como ferramenta no tratamento de dores crônicas (o Hospital das Clínicas, em São Paulo, oferece a hipnoterapia como opção para tratar as dores de pacientes de câncer) e em várias formas de psicoterapia – há estudos comprovando que ela é eficaz contra o tabagismo, a ansiedade, a depressão e outros transtornos psíquicos.

À medida que eu me desperto, desperto você. Eu te desejo paz sobre todas as coisas.

Espavo ! O Kali Maluhia no me oe.

Início |Fórmula da cocriação |@Interconexão | Ferramentas Quânticas/Produtos|Constelação |